Meu perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, HIGIENOPOLIS, Homem, Italian, English, Livros, Ler, escrever e viajar.
Outro -


Histórico:

- 01/07/2010 a 31/07/2010
- 01/06/2010 a 30/06/2010
- 01/05/2010 a 31/05/2010
- 01/04/2010 a 30/04/2010
- 01/03/2010 a 31/03/2010
- 01/02/2010 a 28/02/2010
- 01/01/2010 a 31/01/2010
- 01/12/2009 a 31/12/2009
- 01/11/2009 a 30/11/2009
- 01/10/2009 a 31/10/2009
- 01/09/2009 a 30/09/2009
- 01/08/2009 a 31/08/2009
- 01/07/2009 a 31/07/2009
- 01/06/2009 a 30/06/2009
- 01/05/2009 a 31/05/2009
- 01/04/2009 a 30/04/2009
- 01/03/2009 a 31/03/2009
- 01/02/2009 a 28/02/2009
- 01/01/2009 a 31/01/2009
- 01/12/2008 a 31/12/2008
- 01/11/2008 a 30/11/2008
- 01/10/2008 a 31/10/2008
- 01/09/2008 a 30/09/2008
- 01/08/2008 a 31/08/2008



Outros sites:

- UOL - O melhor conteúdo
- Blog do fininho
- Blog do Juca
- Blog do Tas
- Metendo o Bedelho
- Blog do PVC
- Blog do Marcelo Damato
- Blog Ricardo Murad


Votação:

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog




A partir deste sábado (03/07) começam a vigorar as leis das eleições

Brasília – A Lei das Eleições (9.504/97), em seu artigo 73, proíbe os agentes públicos de realizarem várias ações a partir deste sábado (3), quando faltarão três meses para as eleições gerais. De acordo com a lei, algumas condutas poderiam afetar a igualdade de oportunidades entre os candidatos, por isso, a partir desta data, não pode haver, por exemplo, transferência voluntária de recursos da União aos estados e municípios e os agentes estão proibidos de contratar shows artísticos com recursos públicos para inaugurações.

justiça eleitoral 030710Já os candidatos a qualquer cargo não podem comparecer a inaugurações de obras públicas. Essa norma é uma novidade trazida pela Lei 12.034/09 (minirreforma eleitoral). A regra anterior proibia apenas a presença de candidatos aos cargos do Poder Executivo. Confira as proibições:

Recursos

A partir do dia 3, é proibido realizar transferência voluntária de recursos da União aos estados e municípios, e dos estados aos municípios, sob pena de nulidade, ressalvados os recursos destinados a cumprir obrigação formal preexistente para execução de obra ou de serviço em andamento e com cronograma prefixado, e os destinados a atender situações de emergência e de calamidade pública.

Servidores e concursos

A partir deste sábado (03/07) até a posse dos eleitos, os agentes públicos não podem nomear, contratar ou de qualquer forma admitir, demitir sem justa causa, suprimir ou readaptar vantagens ou por outros meios dificultar ou impedir o exercício funcional e, ainda, remover, transferir ou exonerar servidor público, na circunscrição do pleito.

No entanto, nesse período pode ser realizado concurso público e pode haver a nomeação dos aprovados em concursos  homologados até 3 de julho. Também é permitida a nomeação ou exoneração de cargos em comissão e designação ou dispensa de funções de confiança e a nomeação para cargos do Poder Judiciário, do Ministério Público, dos Tribunais ou Conselhos de Contas e dos órgãos da Presidência da República. 

Pronunciamento e publicidade

Também a partir do dia 3 de julho, os agentes públicos cujos cargos estarão em disputa não podem fazer pronunciamento em cadeia nacional de rádio e televisão. A única exceção para pronunciamento é no caso de, a critério da Justiça Eleitoral, tratar-se de matéria urgente, relevante e característica das funções de governo. 

Esses agentes também não podem autorizar publicidade institucional dos atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos municipais, ou das respectivas entidades da administração indireta, salvo em caso de grave e urgente necessidade pública, assim reconhecida pela Justiça Eleitoral. No entanto, pode ser realizada propaganda de produtos e serviços que tenham concorrência no mercado.

A pratica de alguma das condutas proibidas  pela lei sujeita o infrator a multa de cinco a cem mil ufirs.

(As informações são do TSE).

 

Retirado do blog de Décio Sá.

 



- Postado por: Winglitton Rocha Barros- China às 10h37
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




 

JARDIM SÃO CRISTÓVÃO: A BURAQUEIRA CONTINUA

Meu périplo matinal pelo Jardim São Cristóvão, uma das mais prósperas áreas comerciais da capital, localizada às margens da Avenida Guajajaras, tem sido a oportunidade de continuar registrando o descaso da Secretaria de Obras e Serviços Públicos da Prefeitura de São Luís.
                                                          Rua Israel/CET-São Cristóvão

Nesta terça-feira, registrei a buraqueira que tomou conta da Rua 31 de dezembro, paralela à Av. Guajajaras. Os pontos críticos estão no cruzamento com a Rua José Sarney, de acesso ao São Raimundo; e no cruzamento com a Rua Israel, nas proximidades do CET, que dá acesso à rotatória do São Cristóvão.
                                                         Rua Israel com 31 de dezembro

Na Avenida 2, via de acesso dos ônibus que saem da Guajajaras , com destino ao Terminal da Integração, as crateras estão dificultando o tráfego. Para o borracheiroWalter o problema aumentou depois que a Prefeitura resolveu criar esse novo itinerário para os ônibus que se dirigem ao terminal. “O asfalto tem qualidade ruim e com o acúmulo de água, os buracos crescem a cada dia. Eu fui até proibido de consertar pneus aqui na avenida, para não atrapalhar. Mas, na verdade, os buracos é que estão atrapalhando o tráfego dos coletivos”, disse.
Rua 31 de dezembro
Rua 31 de dezembro com Rua José Sarney

O servidor público Ernildo também expressa seu descontentamento com o descaso da Prefeitura. “Pra quê pagar IPTU? Prá ficar nesse abandono? Com o dinheiro do IPTU eu vou é bancar o conserto do carro. Com essa buraqueira quem vai pagar IPTU?”, questiona Ernildo.
Avenida 2 com Rua 31 de dezembro


Avenida 2

Walter, o borracheiro prejudicado

Rua Cônego Ribamar Carvalho, próximo ao Tocão
Na Rua Cônego Ribamar Carvalho, nas proximidades do Campo do Tocão, uma cratera ameaça cortar umas das principais vias de acesso ao Terminal de Integração

Para completar o caos, um verdadeiro lixão está formado na Avenida 2, umas das principais do bairro.
Lixão toma conta da Av. 2

Com a palavra a Prefeitura de São Luís e o Prefeito João Castelo, que amarga altos índices de reprovação.


Fonte: Blog de Gilberto Lima

 



- Postado por: Winglitton Rocha Barros- China às 14h02
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




O POVO MERECE

É mais que certa a saída de Dunga após a Copa da África. Alguém tem dúvida?

Ao enfrentar a toda poderosa Globo vetando entrevistas e retirando todo o privilégio que estava acostumada, Dunga assina seu pedido de demissão. 

Na verdade, isso ocorreu assim que o técnico divulgou a relação de jogadores para a Copa. 

Com um time de sua inteira confiança, mas criticado por cerca de oito entre 10 brasileiros, o tetracampeão mundial tenta fazer o "quase" impossível, tornar uma seleção mediana em campeã do Mundo.

Possível? É possível, mas improvável. A seleção não tem um padrão de jogo, um esquema tático bem treinado, mas possui uma defesa respeitada, porém, não intransponível, alías, já levou dois gols em jogos fracos, contra seleções limitadíssimas.

É esperar pra ver. Torcer contra? Não. Mas o certo é não esperar muito de uma seleção limitada, talvez uma das seleções mais limitadas de todos os tempos, em que pese ter Robinho, Luís Fabiano, Julio Cesar, Juan e Lúcio em ótima fase técnica e física.

Nossa desilusão pode ser tremenda porque até agora, como disse, foram jogos contra seleções medianas e que não apresentaram um bom nível técnico que nos colocasse à prova que somos dignos de conquistar o hexa. Eu não acredito nessa seleção. Mas claro que quero que tragamos a Taça para o Brasil, mesmo sendo contra Dunga tendo deixado os craques fora da Copa do Mundo. 

Vou torcer porque sei que o povo sofrerá muito caso a seleção seja eliminada, mas já disse, isso é provável que aconteça logo logo. Infelizmente, mas, tomara que não.



- Postado por: Winglitton Rocha Barros- China às 13h13
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




ESTRANGEIRISMOS
Vocábulos do ludopédio

Por Deonísio da Silva

Em inglês, técnico de futebol é coach e a palavra está presente em expressões comohe is a slow coach – equivalente, no português, a "ele é devagar", "demora a compreender", "é tapadão". Mas por que coach, que significou originalmente apenas coche, carruagem, e ainda significa, veio a designar o técnico de futebol?

No húngaro, onde a palavra surgiu, era kocsi szekér, carro de Kócs, cidadezinha no Norte da Hungria, onde esses veículos foram fabricados pela primeira vez. Quando o filho de Matthias Corvinus (século 15), o mais popular dos reis húngaros, apelidado o Justo, casou-se com uma duquesa de Milão, a palavra espalhou-se por toda a Europa.

No alemão, foi escrito originalmente Kotsche, coche, carruagem, diligência (no alemão atual é Kutsche e deve ser escrito sempre com a inicial maiúscula por se tratar de substantivo). Dali foi para o holandês ets, para o polonês kocz etc. Espanhóis e portugueses escrevem coche, embora os primeiros pronunciem com um "t" intermediário: "cotche".

O veículo deu nome ao ofício

Foi mais ou menos o que ocorreu com a carruagem feita em Berlim, que os franceses escreveram berline, cujas vidraças laterais permitiam ver quais as pessoas que eram ali conduzidas, ensejando os comentários. Hoje, "estar na berlinda" é ser objeto de comentários.

Como sabem os que têm paixão pela viagem das palavras, seu berço oferece indícios de significados sempiternos, ou então efêmeros, passageiros, às vezes vindo a significar exatamente o contrário do que significaram na origem.

Na cultura inglesa, o treinador vinha para o campo de coach e o veículo que o transportava deu nome a seu ofício. No Brasil, entretanto, apesar de o futebol ter sido trazido pelo inglês Charles Miller, pouco a pouco as denominações foram adaptadas ou substituídas por genéricos do português.

O mais fácil na pronúncia

goal keeper tornou-se goleiro apenas. Goal, meta, objetivo, tornou-se gol. Backvirou beque e depois lateral, tomando o nome da área do campo onde atuava: lateral esquerdo, lateral direito, e mais recentemente os laterais passaram a ser designados alas. Nas primeiras transmissões dos jogos de futebol por rádio ainda eram ouvidos quíper, já aportuguesado, mas também "fau", adaptação do inglês foul, falta.

O jogador de número 5, hoje designado volante, mas não exclusivamente, pois a mania da retranca faz com que os técnicos recuem também o meia-direita, número 8, ou o meia-esquerda, camisa 10, jogando com dois volantes, e o centroavante, camisa 9, teve na origem designações do inglês: center half e center forward. Mas por que volante para o número 5? Há uma lenda a conferir. Entre 1938 e 1943 teria jogado no Flamengo um argentino chamado Carlos Martin Volante. Ele exercia tão bem a função de marcar na intermediária que deu nome à posição.

O inglês football tornou-se futebol no Brasil, dito "futibol" na maioria das regiões, e futebol em outras. Ball tornou-se bola apenas. Juiz e árbitro ainda disputam a denominação, mas chamar "árbitro ladrão" é mais difícil do que "juiz ladrão". A palavra juiz é mais comum, árbitro é mais rara e além do mais é proparoxítona e na língua portuguesa predominam as paraxítonas. Cavalo é mais fácil de dizer. Imagine xingar um zagueiro de "cávalo". É como se, no calor dos trópicos, a indolência, a preguiça ou o simples cansaço fizessem com que buscássemos o mais fácil também na pronúncia.

 

 

Fonte: Observatório da Imprensa



- Postado por: Winglitton Rocha Barros- China às 10h36
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




Jornalista lança livro sobre a demissão de João Saldanha da seleção brasileira

Da Redação

O livro Quem Derrubou João Saldanha, do jornalista carioca Carlos Ferreira Vilarinho, será lançado no dia 08/06 pela Editora LivrosdeFutebol.Com. O roteiro do livro gira em torno da demissão do técnico da seleção brasileira de futebol João Saldanha, que treinou o time canarinho nas eliminatórias da Copa de 1970.

O livro mostra o engajamento de Saldanha com a política, os anos de militância contra a ditadura militar e os obstáculos que teve que enfrentar para atuar como jornalista e, depois, como técnico da seleção. Quem Derrubou João Saldanha tem prefácio de Márcio Guedes e apresentação de Ivan Cavalcanti Proença.

A obra é o primeiro livro de Vilarinho, que é bacharel em Jornalismo e Direito. Ele já atuou na assessoria de imprensa do Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro. Atualmente, publica textos sobre história do futebol brasileiro.

O lançamento do livro será às 19h30, na Livraria Travessa de Ipanema, que fica na rua Visconde de Pirajá, 572, no Rio de Janeiro.



- Postado por: Winglitton Rocha Barros- China às 23h50
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




Assembleia do MS aprova projeto que exige diploma de jornalismo para cargos públicos

Anderson Scardoelli, de São Paulo

O projeto de lei do deputado Pedro Teruel (PT), que exige a contratação de jornalistas diplomados pelos órgãos públicos no Mato Grosso do Sul, foi aprovado por unanimidade nesta terça-feira (18/05) pela Assembleia Legislativa do Estado. A lei também favorece os profissionais registrados anteriormente na Delegacia Regional do Trabalho (DRT) com registro de Jornalista Profissional.

Para entrar em vigor a lei precisa ainda ser sancionada pelo governador do Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB). "Estou na expectativa que o governador vai sancionar a lei. Pois todo governante quer melhorar a qualidade do serviço prestado e essa lei visa melhorar a qualidade da comunicação no Estado", avalia Teruel.

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Mato Grosso do Sul comemorou a aprovação no legislativo e pretende pressionar o governador para que a lei seja sancionada.

“Vamos encaminhar uma carta ao governador comentando sobre a importância de qualificar a profissão de jornalista", informa o presidente do sindicato, Clayton Sales.

 

 

Fonte: Comunique-se



- Postado por: Winglitton Rocha Barros- China às 22h33
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




Comissão que avaliará PEC do diploma será instalada na próxima semana

Izabela Vasconcelos, de São Paulo

O presidente da Câmara dos deputados, Michel Temer (PMDB-SP), determinou que a Comissão Especial que avaliará a Proposta de Emenda à Constituição (386/09) seja instalada na próxima semana. O projeto prevê a volta da exigência do diploma de jornalismo para o exercício da profissão.

Ainda não há data definida, mas a instalação deve acontecer entre terça e quarta-feira. De acordo com a deputada Rebecca Garcia (PP-AM), para que a PEC seja votada, a Proposta deverá passar por dez sessões, mas a tramitação deve ser rápida. “Estou bem otimista para que até dezembro seja votada”, declarou.

A lista com os nomes dos parlamentares que vão compor a comissão ainda não está completa. No momento há 15 titulares, mas ainda falta uma indicação do bloco liderado pelo PMDB, e duas indicações da oposição (PSDB, DEM e PPS). Dos suplentes ainda faltam nove nomes. Mesmo assim, Temer determinou que a Comissão seja instalada.

O deputado Paulo Pimenta (PT-RS), autor da PEC, está otimista com a tramitação. “Pelo que vejo dos parlamentares existe apoio. Também há uma opinião muito forte da sociedade. As pessoas foram percebendo o que a sociedade ganha com a decisão do STF. O que essa decisão provocou”.

Caso seja aprovada pela Comissão, a PEC seguirá para Plenário, onde será votada.

Confira os titulares da comissão especial
Carlos Abicalil (PT-MT)  
Chico Alencar (Psol-RJ) 
Colbert Martins (PMDB-BA) 
Fátima Bezerra (PT-RN) 
Francisco Praciano (PT-AM) 
Geraldo Resende (PMDB-MS) 
Hugo Leal (PSC-RJ) 
Ilderlei Cordeiro (PPS-AC) 
José Paulo Tóffano (PV-SP) 
Lídice da Mata (PSB-BA) 
Luiz Carlos Setim (DEM-PR) 
Paes Landim (PTB-PI) 
Rebecca Garcia (PP-AM) 
Vic Pires Franco (DEM-PA) 
Wilson Picler (PDT-PR)

 

 

Fonte: Comunique-se



- Postado por: Winglitton Rocha Barros- China às 21h45
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




VISITE O SITE DA REVISTA DO HANDEBOL BRASILEIRO, ESPORTE EM MÃOS

www.esporteemmaos.com.br



- Postado por: Winglitton Rocha Barros- China às 15h28
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




Tênis do Pinheiros ganha apoio da Cyrela 

REDAÇÃO 
Da Máquina do Esporte, em São Paulo


As equipes e torneios de tênis do Esporte Clube Pinheiros acabaram de ganhar o suporte da Cyrela Brazil Realty, a maior empresa do mercado imobiliário do Brasil. Cerca de vinte atletas do clube passarão a carregar o logo da empresa em seus uniformes. O contrato tem um ano de duração. 

Além dos uniformes, a marca também estará estampada nas placas das 24 quadras de tênis do clube e em todo o seu material de comunicação e promocional. As dependências do Pinheiros também poderão ser usadas para divulgações da empresa e ações com os sócios, que chegam a 36 mil. 

A diretora de incorporação da Cyrela, Roseane Ferreira, evidencia os objetivos em se associar a possíveis talentos do futuro do esporte brasileiro: "Além de incentivar o esporte nacional, vai contribuir para a formação de atletas que deverão ser os representantes nas principais competições do país, como na Olimpíada do Rio de Janeiro de 2016". 



Fonte: Máquina do Esporte



- Postado por: Winglitton Rocha Barros- China às 15h27
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




SEM FENÔMENO, SEM IMPERADOR, SEM GANSO, SEM PATO, SEM CRAQUES E SEM GRAÇA, SELEÇÃO DÁ VIDA A ADVERSÁRIOS

Ou Dunga ganhe a Copa ou afunda-se no ostracismo como técnico

Li no  site do jornal O Globo "Ronaldinho Gaúcho e Ganso estão entre os sete jogadores na lista de espera da seleção para a Copa do Mundo".

Ora, Dunga, aliás, um minuto de silêncio para o nosso futebol que morreu antes de começar a Copa. O nosso futebol tão festejado por grandes craques em todas as Copas, de repente por causa de um, Dunga, bom, ele é o técnico, mas por isso eu também escalaria a seleção brasileira muito melhor porque ouviria o que o povo diz, e aí, se perdêssemos, a culpa seria de todos nós ou de uma infelicidade como foi na Copa de 82 em que perdemos para a França de Platini.

Ora bolas, como não convocar um Neymar? Um Ronaldinho gaúcho? 

Como disse o querido Cícero Melo, jornalista, " Ainda bem que você ,Dunga, não era o técnico da seleção de 58, porque senão o Pelé não teria ido à Copa".

Que infeliz convocação. Que pena. Pode ser até que queimemos a língua, mas também que bom que poderemos ver Neymar nas próximas Copas. Quanto a Dunga, bom, o Dunga tá eternizado. Ele não é o anão de um desenho animado? 



- Postado por: Winglitton Rocha Barros- China às 22h38
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________